Pecuária Neutra  e Regenerativa

Metodologia Pecuária Regenerativa

1- Impactos negativos da pecuária - ecossistemas

Os impactos da pecuária extensiva tropical brasileira mais significativos podem ser atribuídos ao “sobrepastoreio”, ou seja, uma carga de animais maior do que a capacidade ecológica de suporte da pastagem.

 

Segundo Voisin, o "sobrepastoreio" não está relacionado ao número de animais em uma devida área, mas sim ao tempo de exposição destes animais as plantas.

Ao permitir que os animais tenham acesso a planta para ser pastoreada antes que a mesma tenha se recuperado de um pastoreio anterior, debilita o metabolismo e o sistema radicular da planta causando, até mesmo, a morte desta planta e abrindo espaços de solo descoberto nas pastagens.

 

Somado a isso, o uso de técnicas de formação de pastagens inadequadas e que não proporcionam a conservação dos solos, causam impactos com alterações na estrutura superficial do solo, debilitam o metabolismo vegetativo, desencadeando um processo de degradação ambiental e perda de produtividade. 

Figura 1: Gráfico com o processo de degradação das pastagens 

Fonte: Macedo (1999)

A figura acima mostra o processo de degradação das pastagens que, devido a isso, deixam de prestar diversos serviços ambientais.

Figura 2: Mapa das pastagens Brasileiras 

Fonte: Assad (2016)

A figura acima mostra, em vermelho, a grande quantidade de pastagens degradadas. Dados publicados pela Embrapa revelam que mais de 70% das pastagens brasileiras apresentam algum estagio de degradação (Assad, 2016). 

Junto com a degradação das pastagens ocorrem a perda de matéria orgânica e carbono do solo, contribuindo para o aumento deste gás de efeito estufa na atmosfera e trazendo consequências negativas para os processos do ecossistema, tais como: ciclo da água, ciclo dos nutrientes, dinâmica de comunidades e fluxo de energia.

Abaixo seguem alguns exemplos desses benefícios: maior eficiência na infiltração e armazenamento de água da chuva no solo, menor incidência de processos erosivos, maior disponibilidade de nutrientes para as plantas, presença de uma maior diversidade de fauna e flora (ou simplesmente: biodiversidade), entre outros.

2- Cálculo aumento carbono no solo

A partir de análises de solo anuais, são obtidas a evolução do Carbono.

A diferença entre o estoque de C sinaliza a eficiência do sistema produtivo quanto ao ciclo do carbono, ou seja, se está ocorrendo o sequestro de C adicional no solo ou se o sistema esta liberando C para a atmosfera.

* de forma complementar, a Matéria Orgânica presente no solo também sera acompanhada por análise de solo

3- Maior eficiência no:

   - uso água

   - ciclo dos nutrientes

   - balanco de energia

   - dinâmica das comunidades ecológicas

A partir de um protocolo de diagnóstico de sustentabilidade, derivado do ISA-Indicador de Sustentabilidade para agroecossistemas e do Savory Net Work o Projeto elaborou uma sequencia de mais de 100 itens a serem pesquisados (ou indicadores) para que o sistema produtivo possa ser diagnosticado.

Essa pesquisa envolve protocolos de identificação rápida, observação participativa e entrevista com os proprietários e colaboradores.

Os indicadores, além de apontar o estágio atual de sustentabilidade do sistema produtivo, também permitem a elaboração de metas de evolução a serem acompanhadas e auditadas anualmente.

Os a soma da pontuação desses indicadores gera uma nota que varia de 0 a 1.

4- Definição de Pecuária Regenerativa

 

Definir sustentabilidade, ou Pecuária Regenerativa, se configura em um desafio devido ao elevado número de variáveis interdisciplinares, interativas e complexas.

 

Sabendo disso, as fazendas serão avaliadas de acordo com o contexto da eco região (ou bioma) em que esta inserida, sendo o sistema produtivo é considerado uma Pecuária Regenerativa se obtiver:

- nota igual ou superior a  0,7 na soma acumulada de todos os indicadores

ou

- evolução média de sua nota anual maior do que a 10%

Exemplo:

 

Uma fazenda com elevada degradação que acaba de aderir ao projeto e submetida a avaliação e recebe a nota de 0,4 na soma de seus indicadores

Espera-se que ela leve vários anos até conseguir atingir a nota de 0,7

Dessa forma, se a cada ano ela subir sua nota em 10% ao ano anterior:

diagnostico inicial - nota 4,4

após 1 ano             - nota 4,8   * diferença > 10% fazenda começa a receber o status de Regenerativa

após 2 anos          - nota 5,3

após 3 anos          - nota 5,9

apos 4 anos          - nota 6,4

após 5 anos          - nota 7,1  

Nesse caso, mesmo que ainda apresente graves aspectos de degradação ambiental nos primeiros anos, a fazenda sera considerada como uma Pecuária Regenerativa.

Caso ela deixe de evoluir 10% ao ano, a fazenda perde o o status de Regenerativa e inicia um trabalho de ajuste e recuperação de forma imediata, no qual a propriedade irá receber apoio do Projeto para tomar as melhores decisões em seu manejo a fim de retornar ao status.

  • email
  • Instagram
  • Facebook
  • youtube
  • RSS ícone social